‘A criação da Unitec foi uma decisão madura e bastante audaciosa para a época’, define sócio-fundador

    O engenheiro agrônomo Paulo André Klarmann, natural de Santa Cruz do Sul e atualmente residente e domiciliado em Três de Maio, faz parte do grupo de sócios-fundadores da Unitec. 

    Há 25 anos ele integra o quadro social da cooperativa e destaca que criá-la foi uma decisão madura dentre alguns colegas que lideraram o processo, embora bastante audaciosa para aquela época. “Sabíamos que iria causar mudanças profundas na vida profissional de cada um, mas era uma questão irreversível face à conjuntura da Cotrimaio, local onde trabalhava o grupo”, conta.

    Klarmann destaca o orgulho de ter participado ativamente dos momentos marcantes da cooperativa, inclusive de ter sido designado como integrante da primeira diretoria eleita pelos colegas. “A Unitec tornou-se reconhecida no mercado, sobretudo no setor agropecuário, com a prestação de serviços especializados por profissionais das mais diferentes áreas do conhecimento e, por consequência, valoriza cada profissional a ela associada.”

    Mestre em Ciência do Solo, o profissional, ao longo de toda sua trajetória dentro da cooperativa, atua na área de crédito rural, com elaboração de projetos, vistorias e perícias aos agentes financeiros, além de ministrar cursos de formação profissional rural pelo Senar-RS e realizar consultorias ambientais para empresas privadas na região.

    Sobre o sentimento que carrega consigo por ter feito parte da formação da cooperativa e permanecer até hoje integrando o grupo, ele diz que tem gratidão aos colegas cofundadores. “Aos associados, deixo como mensagem de incentivo e motivação: que continuem a valorizar e respeitar os propósitos difundidos desde a fundação da Unitec. Um fraterno abraço a cada um dos colegas associados e desejos de vida longa para nossa Unitec”, finaliza.

    Fonte: Assessoria de comunicação Unitec | Jaqueline Peripolli / Jornalista MTE 16.999