Valores que se firmam ao longo da história da Setrem são simbolizados em selo comemorativo ao centenário

    Um ano especial e marcante para a Sociedade Educacional Três de Maio - Setrem, em que são celebrados os seus 100 anos de história, merece um selo comemorativo à altura.

    Apresentado à comunidade regional ainda no mês de março, durante o Cardápio do Conhecimento, o selo que marca o centenário da instituição foi desenvolvido pelo estudante do Curso Técnico em Comunicação Visual, Dionei Hettwer, em seu projeto de estágio.

    Dionei, que também é estagiário da Assessoria de Comunicação e Marketing (Ascom) da Setrem, conta que, após ler o livro em comemoração aos 80 anos da Setrem, teve clareza da necessidade de simbolizar os valores que se firmam ao longo da história da instituição, como desenvolvimento, trabalho, educação, honestidade, comunidade e princípios cristãos luteranos.

    “Sendo assim, o selo apresenta conceitos formais capazes de representar estes valores. Imaginemos os dois zeros do número 100 como núcleos ou esferas distintas, um representando a educação – Setrem – e o outro representando trabalho – comunidade. O selo foi pensado de maneira a representar a integração entre esses dois núcleos, se utilizando da simbologia do infinito para fazer essa integração e ainda retratar o desenvolvimento contínuo da instituição e da comunidade”, explica Dionei sobre o conceito e as referências usadas para a criação do selo.

    Ele acrescenta que o selo ainda apresenta traços simples e leves, os quais contribuem com a transmissão de uma mensagem transparente e honesta por parte da instituição para com a comunidade. “A coloração também assume caráter simbólico, sendo o azul escolhido para representar a educação e administração por parte da Setrem, e o verde representando o trabalho da comunidade, mais especificamente Três de Maio, também conhecida como Cidade Jardim. E o degradê reforça ainda mais a representação da integração entre estes dois núcleos, escolhido por ser uma técnica contemporânea e característica das artes digitais”, comenta.

    ‘Este trabalho é um marco em minha vida na comunicação visual’
    O trabalho mais significativo em que já participou. Assim Dionei define a criação do selo do centenário da Setrem. “Como estudante, este trabalho é um marco em minha vida na comunicação visual. Ser convidado por uma instituição de tamanha representatividade, ainda mais em um momento tão único como a celebração de seu centésimo aniversário, é uma honra. Confesso que fiquei um pouco inseguro no primeiro momento, devida minha falta de experiência, mas conforme eu me cercava de informações, mais claro e evidente me parecia a solução”, relembra o jovem.

    Ele afirma que também contou com a confiança inquebrantável da instituição e, além disso, pôde dividir a responsabilidade das tomadas de decisão primeiramente com a Ascom e posteriormente com o corpo diretivo da Setrem, os quais participaram ativamente na orientação ao longo do processo criativo.

    “O trabalho na Assessoria de Comunicação e Marketing da Setrem tem me dado a experiência de que preciso no meu desenvolvimento de trabalho em equipe, bem como experiência na gestão de marcas e produção de material gráfico institucional, seja impresso ou digital. E o suporte da coordenação do curso também tem me amparado em todos os sentidos possíveis. Sinto-me eternamente grato pela ‘vitrine’ que a instituição tem me dado, podendo, assim, mostrar ao mundo meu trabalho, meus valores e habilidades, os quais, além de comercialmente viáveis, também tem função social útil”, finaliza Dionei.

    Fonte: Ascom Setrem