Hortaliças gourmet será uma das atrações da Setrem no 33º Hortigranjeiros

Instituição estará presente no evento com um espaço composto por oito ambientes, na Mostra de Inovação Tecnológica para a Agricultura Familiar

 

De 9 a 13 de outubro acontece o 33º Encontro Estadual de Hortigranjeiros, em Santa Rosa. A Setrem, por meio do HortLab, estará presente no evento, com um espaço na Mostra de Inovação Tecnológica para a Agricultura Familiar. A Instituição organizará oito ambientes, nos quais serão demonstradas tecnologias, produtos e processos produtivos que visam a agregação de valor, bem como a qualificação de sistemas de produção voltados para a agricultura familiar.

Uma das atrações será a produção de hortaliças gourmet. Neste grupo se enquadram as hortaliças mini, baby e microvegetais ou microgreens. Para explicar cada uma dessas cultivares e suas características, conversamos com o coordenador do curso técnico em Agropecuária da Setrem, Claudinei Schmidt.

 

O que são as hortaliças baby e os microvegetais?

Claudinei - Atualmente temos uma linha de produção de hortaliças denominada de especialidades ou gourmet. Sendo que neste grupo se enquadram as hortaliças mini, baby e microvegetais ou microgreens. As hortaliças mini são cultivares melhoradas geneticamente (hibridação), resultando em plantas que produzem frutos ou até mesmo plantas menores (ex: mini alface, mini pimentão, mini abobrinha, mini berinjela). Já as hortaliças baby, são hortaliças normais, porém são colhidas mais novas (ex: rúcula, alface, agrião e milho). Os microvegetais são espécies de hortaliças que são cultivadas em recipientes (bandejas) com substrato no qual é realizada a semeadura e irrigadas apenas com água, sendo as mesmas comercializadas com 10 a 14 dias após a germinação. Diferentes dos brotos comestíveis, onde as sementes são hidratadas e aguardamos a germinação das mesmas, não se utiliza substrato. É importante ressaltar que a para a produção de microvegetais e brotos comestíveis são utilizadas sementes específicas para tal finalidade, sendo as mesmas livres de tratamento químico com agrotóxicos.

 

Há diferenças no cultivo perante as opções tradicionais?

Claudinei - Poderia se dizer que é relativamente fácil, apenas precisamos de um ambiente adequado para que as sementes germinem, ou seja, um ambiente escuro. Além disso, vamos precisar de bancadas onde as bandejas serão cultivadas recebendo a água necessária para o desenvolvimento das mesmas. Importante destacar a qualidade do substrato e a higiene no ambiente de cultivo para que não ocorra contaminação com microrganismos que podem prejudicar a qualidade do produto. Existem sistemas de produção que são totalmente artificiais onde o ambiente é totalmente controlado (temperatura, umidade e luminosidade).

 

Quanto aos valores nutricionais, há alguma diferença?

Claudinei - Com relação ao valor nutricional destes alimentos, considera-se que os mesmos são mais nutritivos, sendo que nesta fase inicial do desenvolvimento das plantas, as substâncias existentes nestes alimentos são mais concentradas e melhor aproveitadas pelo nosso organismo.

 

Há quanto tempo as hortaliças baby e os microvegetais estão sendo cultivados na Setrem? E como o mercado tem respondido a estas opções?

Claudinei - As hortaliças mini e baby, já vem sendo produzidas a mais tempo na Setrem, desde o ano de 2016, entretanto, os microvegetais começaram a ser produzidos este ano, em função de uma parceria com a empresa Isla Sementes, que produz sementes específicas para a produção de microvegetais. Com relação ao mercado, o mesmo ainda é pequeno, porque os mesmos vêm sendo utilizados principalmente pelos chefs de cozinha em eventos ou em hotéis e restaurantes. O consumidor direto ainda precisa conhecer melhor estes produtos, criar o hábito de consumi-los no seu cotidiano.

 

Vale a pena investir neste mercado?

Claudinei - Acreditamos que este tipo de produção de hortaliças é uma alternativa de diversificação da produção e da renda para o produtor rural, mas, ainda é necessário trabalhar na divulgação destes produtos diferenciados. Assim, como proporcionar a qualificação profissional de técnicos e produtores rurais para expandir a produção destas hortaliças da linha especialidades e gourmet.

 

Todas essas tecnologias e processos que serão apresentados no Hortigranjeiros são fruto de pesquisas e trabalhos acadêmicos realizados nos cursos superior de Agronomia e técnico em Agropecuária da Setrem. O HortiLab, por sua vez, é um espaço multiuso para a prática dessas atividades de ensino, pesquisa e extensão. É formado por estufas, espaço da horta e pomar, localizados no Campus Setrem, nos quais tem acesso acadêmicos, professores, pesquisadores e a comunidade em geral.

O 33º Hortigranjeiros acontece de 9 a 13 de outubro, no Parque de Exposições Alfredo Leandro Carlson, em Santa Rosa. O horário para visitação será das 9h às 22h, exceto no domingo, quando a feira se encerra às 19h. O evento é promovido pela Emater/RS-Ascar, Prefeitura de Santa Rosa e Associação dos Produtores de Hortigranjeiros de Santa Rosa e a Setrem é uma das entidades patrocinadoras.


Assessoria de Comunicação SETREM