Apae de Três de Maio recebe ação social do Programa de Desenvolvimento de Lideranças da John Deere

Atividades reuniram comunidade escolar e um grupo de 36 funcionários da multinacional

 

Uma tarde para ficar guardada na memória e no coração da família apaeana e do grupo de 36 funcionários da John Deere. Assim foi o dia 26 de setembro, quarta-feira passada, quando a instituição três-maiense sediou uma das etapas do Programa de Desenvolvimento de Lideranças da John Deere. A atividade fez parte de uma das quatro etapas do programa da multinacional, que visa desenvolver e capacitar líderes e futuros líderes da empresa.

 

Boas-vindas

A tarde iniciou com a recepção do grupo pelo presidente da Apae, Vilson Gentil Foletto, e demais integrantes da diretoria executiva da instituição, dando as boas-vindas aos funcionários da multinacional e agradecendo pela escolha da organização para o desenvolvimento da atividade.

 

Na sequência, a diretora administrativa Nadir Inês Dahlem Gabe apresentou a escola por meio de vídeos. João Batista Soares dos Santos e Vania Maria Flores dos Santos, pais do aluno Maicon Flores dos Santos, deram um depoimento sobre a oportunidade que o filho conquistou na John Deere, onde trabalha há cinco anos.

 

Os alunos, junto com o professor Fábio Ribeiro, cantaram a Música dos Amigos. Então, deu-se seguimento ao circuito de atividades.

 

Atividades para integrar colaboradores e alunos

Foram formados cinco grupos com os funcionários da multinacional, professores e alunos da Apae. Cada grupo passou pelos cinco circuitos de atividades: contação de histórias, pinturas de rosto, circuito psicomotor, labirinto de elástico e tapete geométrico. Após, houve uma dinâmica integrativa com os alunos, grupo de funcionários e colaboradores da Apae, seguido de lanche e animação de DJ Maga. No encerramento, a analista de responsabilidade social da Fundação John Deere, Rachel Santos, agradeceu o aceite da Apae em desenvolver a atividade.

 

Segundo a secretária executiva da Fundação John Deere, Fernanda Schaurich, a Fundação John Deere, por ter um relacionamento com a comunidade e atuar ativamente com o Programa de Voluntariado Corporativo, apoia a área de Recursos Humanos a identificar e organizar esta ação social nas instituições que possuem relacionamento. "O grupo faz parte do Programa de Desenvolvimento de Lideranças da John Deere de diversas áreas atendidas, tais como marketing, operações, manufatura, financeiro e recursos humanos, das unidades da John Deere de Rosário - Argentina, Indaiatuba, Campinas, Catalão, Montenegro e Horizontina. O objetivo desta atividade é desenvolver nos líderes e futuros líderes a consciência da diversidade e inclusão social, a importância de olharmos para a nossa comunidade e, assim, juntos, construir uma sociedade cada vez melhor para se viver e trabalhar."

 

O programa tem quatro módulos. O primeiro aborda o autoconhecimento; o segundo traz informações sobe a empresa John Deere; o terceiro foca nas relações interpessoais; e o quarto módulo trata sobre projetos. "Esta turma que esteve em Três de Maio desenvolvendo o terceiro módulo finaliza a capacitação no mês de novembro. Este é o terceiro grupo que participa da capacitação."

 

A ideia de trazer o grupo para dentro da Apae de Três de Maio se deu pelo fato de que a multinacional já mantém uma parceria com a instituição, além de terem um espaço para o desenvolvimento das atividades propostas. No ano passado, um grupo do programa desenvolveu este terceiro módulo na Apae de Indaiatuba, e tendo em vista do feedback muito positivo, decidiu-se por novamente escolher uma Apae para o novo grupo. "Esta ação na Apae de Três de Maio, além de proporcionar uma integração da equipe, oferece aos funcionários a oportunidade de conhecerem a comunidade e outras dificuldades das pessoas, humanizando o olhar deles para as pessoas", diz Fernanda.

 

"Saio daqui muito tocado, agradecido e com muitas lições aprendidas"

Para Maurício de Menezes, gerente de marketing tático na unidade da John Deere em Indaiatuba - SP, o programa tem desenvolvido várias habilidades no grupo. "Este módulo, em especial, trata muito de empatia, de entender como as pessoas pensam, vivem e que cada uma tem uma história. A atividade que desenvolvemos na Apae nos trouxe muito aprendizado. Os alunos nos deram uma lição importante", destacou.

 

Foi a primeira vez que Maurício esteve em uma Apae. Ele disse ter ficado feliz em conhecer a escola, o acolhimento dos alunos e da equipe. "Saio daqui muito tocado, agradecido e com muitas lições aprendidas, como respeito, inclusão e com paradigmas quebrados. Temos muitas maneiras de ajudar as pessoas, e esta aqui nos tornou pessoas melhores para lidar com as diferenças."

 

 

Texto e fotos: Jaqueline Peripolli | Jornalista MTE 16.999