Abordagem neuropediátrica do autismo é tema de palestra na Apae

Evento fez parte do Curso de Aperfeiçoamento em Educação Especial com Ênfase na Deficiência Intelectual e Autismo

 

Na noite da última sexta-feira, 29 de junho, foi realizada na Apae de Três de Maio mais uma aula do Curso de Aperfeiçoamento em Educação Especial com Ênfase na Deficiência Intelectual e Autismo, do projeto referente ao PRONAS/PCD.


O médico neuropediatra Rudimar Riesgo, do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, foi o palestrante da noite. Ele tratou sobre 'Autismo: Abordagem Neuropediátrica'. Em sua fala, trouxe informações sobre os sintomas e detalhes que os autistas apresentam, que dão o diagnóstico do transtorno. "Os sintomas que os autistas apresentam são basicamente os mesmos desde quando o transtorno começou a aparecer, na década de 40. Hoje, o que vemos é que os autistas têm uma grande preferência por computador e eletrônicos, além de um interesse acima do normal por coisas que não fazem muito sentido, como dinossauros, por exemplo. E falando de tecnologia, ressalto que a exposição excessiva à tecnologia é prejudicial para qualquer criança, seja ela autista ou não."

 

Sobre os crescentes casos de crianças com o Transtorno do Espectro Autista, Rudimar afirma que, hoje, estão nascendo mais crianças com o transtorno, por causas ainda desconhecidas, mas também está ocorrendo uma maior procura por atendimento e tratamento pelos pais ou responsáveis.

 

"Não existe nenhum medicamento para o autismo. O que existe é tratamentos que amenizam os sintomas, um conjunto de terapias, a base de medicação e tratamento não medicamentoso. Os dois são complementares", explica o médico.

 

Rudimar deixa o alerta para que os pais, caso notarem alguma alteração ou sintoma no filho, ou se tiverem alguma dúvida referente a este transtorno, que procurem um pediatra ou médico. "As creches hoje estão na linha de frente para identificar o problema. É importante estar atento aos sintomas e investigar", finaliza.

 

Participaram da palestra um grande público das Apaes do 3º Conselho Regional das Apaes do Estado, diretoria e direção da Apae local, equipes técnicas das Apaes e médicos.

 

Texto e fotos: Jaqueline Peripolli | Jornalista MTE 16.999