Reunião de UDT é realizada em propriedade de Três de Maio

Joel Rossi e família receberam os participantes do Pisa na semana passada

 

Na quinta-feira, 5 de abril, foi realizada mais uma reunião de Unidade de Difusão Tecnológica (UDT) do projeto Produção Integrada em Sistemas Agropecuários - Pisa Fronteira Noroeste, iniciativa do programa Juntos Para Competir.

 

Desta vez, o encontro ocorreu na propriedade da família de Joel e Luciane Rossi, localizada em Medianeira, interior de Três de Maio. Participaram os assistidos do projeto do município de Independência, o Secretário de Agricultura de Independência, Onírio Dalla Favera, o consultor do programa, Marcelino Colla, o supervisor regional do Senar-RS, Diego Coimbra, e os técnicos do projeto, Marcelo Irala e Dayse Schemes.

 

Os técnicos conversaram com os assistidos sobre o momento de transição de ciclo que a atividade enfrenta - do verão para o inverno - em relação às pastagens disponíveis em cada propriedade. Também foram sanadas algumas dúvidas que foram surgindo durante a conversa no que se refere à alimentação do gado leiteiro.

 

A propriedade visitada já tem tradição na atividade leiteira, sendo uma das que teve sucessão familiar. Antônio e Beatriz Rossi, pais de Joel, fizeram uma breve retrospectiva sobre o trabalho da família com o leite, que hoje é seguido pelo filho e pela nora Luciane.

 

A propriedade dos Rossi conta com 22 hectares, sendo 15 hectares de área útil destinados para a atividade leiteira. Atualmente, 23 vacas estão em lactação, produzindo 550 litros de leite por dia.

 

No final do encontro, foram visitadas as áreas com pastagens da propriedade.

 

 

Produção sustentável de leite a baixo custo é o objetivo do Pisa


O projeto Produção Integrada em Sistemas Agropecuários - Pisa Fronteira Noroeste, iniciativa do programa Juntos Para Competir, é composto pela Farsul, Senar e Sebrae, e atende 138 produtores nos municípios de Alegria, Independência, São José do Inhacorá, Nova Candelária, Tenente Portela e Vista Gaúcha.

 

O Pisa tem como objetivo principal a produção sustentável de leite a baixo custo, através de ferramentas como o planejamento forrageiro e o manejo adequado de pastagens nas alturas ideais de entrada e saída dos animais, visando a maior ingestão por hora de pastejo efetivo e a melhor qualidade da forragem ofertada, preservando área foliar para o rebrote mais rápido, e, ainda, preservando a cobertura e incrementando a matéria orgânica do solo.

 

O projeto também prevê a implementação de ferramentas de gestão, através de cursos e consultorias na propriedade, para que o produtor se aproprie dos números reais de sua propriedade e possa tomar decisões baseadas em fatos, dados e indicadores, ao invés de suposições.

 

O Pisa iniciou em 2017 e terá duração de quatro anos, findando em dezembro de 2020. Além do Senar-RS, Sebrae-RS, Farsul e Sindicatos Rurais de Três de Maio, Crissiumal e Tenente Portela, envolvem-se no programa as prefeituras de Independência, São José do Inhacorá, Alegria, Nova Candelária, Vista Gaúcha e Tenente Portela, além dos escritórios municipais da Emater.

 

 

Texto e fotos: Jaqueline Peripolli / Jornalista MTE 16.999